Madri/Espanha: Roteiro de 4 dias. O que fazer?

Onde ficar?

Escolhemos o Hotel Ibis Las Ventas, que fica em frente a Arena de Tourada Las Ventas.  O Ibis sempre é uma boa pedida em qualquer lugar! E o Ibis Las ventas não podia ser diferente! Limpo, cama boa, chuveiro bom e internet, tudo que precisávamos, considerando que iríamos ao Hotel somente para ter uma boa noite de sono. Ele não fica na área central, mas tem a estação de metro Las Ventas na porta, uma linha estratégica que passa em vários pontos da cidade direto. A relação custo x benefício foi ótima!

Caso ainda esteja procurando por hospedagem para sua viagem, separamos alguns hotéis com ótimas avaliações para você conferir no Booking.com: 3* Room Mate Oscar / 4* Only YOU Hotel Atocha / URSO Hotel & Spa / Outras Opções.

Dicas de Madri

  • Já comprou sua passagem? Se não, confira os preços através do JetRadar, que pesquisa o melhor preço em dezenas de sites.
  • Não deixe de experimentar o Restaurante Botin, considerado o mais velho do mundo e com pratos deliciosos.
  • Nesse roteiro existem literalmente milhares de paradas e outras opções de estádias/visitas; tudo depende do seu tempo e interesses. Plote no Google Map e descubra outras opções.
  • Como sempre sugerimos no blog, nunca deixe para comprar ingressos no momento, evitando assim filas e perda de tempo. O blog, em parceria com a empresa Get Your Guide, disponibiliza a opção de compra antecipada de vários ingressos e excursões. Confira alguns exemplos: Show de Flamenco no Café Ziryab / Segóvia: Excursão de 1 Dia saindo de Madri / Excursão de Tapas com Brunch no Mercado.

Roteiro da Viagem

  • 2 dias em Milão
  • 1 dias em Mônaco
  • 1 dia em Marselha
  • 1 dia em Carcassonne
  • 4 dias em Barcelona
  • 4 dias em Madri

O que fazer em Madri?

  • Dia 1 (Santiago Bernabéu – Puerta de Alcalá – Almoço no Estado Puro – Museo Del Prado – Museo Reina Sofia – Museu Thyssen-Bornemisza – Jantar no Mercado San Anton)
  • Dia 2 (Palácio Real – Catedral de Almudena – Almoço no Mercado São Miguel – Plaza Mayor – Churros na Chocolateria San Gines – Doces no La Mallorquina – Puerta de Sol – Jantar no Botin)
  • Dia 3 (Toledo (Excursão Toledo (Ponte de Alcântara – Catedral de Toledo – Igreja de São Tomé – Sinagoga de Santa María la Blanca – Mosteiro de São João dos Reis – Almoço no Mercado San Agustin – Alcazar – Jantar no El Rincon de Jaén))
  • Dia 4 (Parque Del Retiro – Almoço no Los Timbales – Arena de Tourada Las Ventas)

Madri (2014)

Dia 1 – Santiago Bernabéu – Puerta de Alcalá – Almoço no Estado Puro – Museo Del Prado – Museo Reina Sofia – Museu Thyssen-Bornemisza – Jantar no Mercado San Anton

Madrid é a capital e a maior cidade da Espanha, além de ser sede da Casa Real, das instituições políticas e administrativas do Estado espanhol.  Madrid é também um centro de grande importância comercial, financeira e cultural a nível nacional e internacional. Em Madrid encontram-se cinco universidades públicas, numerosos teatros, museus e exposições.

Saímos do aeroporto e pegamos o metro com destino a nosso hotel, perto do Las Ventas. Deixamos nossa bagagem e direto para nossa primeira atração.

Fomos direto para o Santiago Bernabéu para fazer o Tour pelo Estádio do Real Madrid, que durou umas duas horas. Claro que é um passeio para quem gosta de futebol, pois alem do preço salgado, você conhece o museu, passeia por todo o estádio, e conhece até o vestiário. O meu marido fazia questão de ir, eu nem tanto, mas no final achei legal conhecer: Excursão Estádio Bernabéu c/ Acesso Direto.

Pegamos o metro e paramos na Puerta de Alcalá que é um dos vários lindos monumentos de Madrid. Ela foi construída em 1778 pelo rei Carlos III para servir como porta de entrada da cidade. Tiramos algumas fotos e fomos almoçar antes da maratona de museus que viria a tarde.

Almoçamos no Restaurante Estado Puro (estadopurorestaurante), na verdade comer alguns tapas! Tapas são porções pequenas de comidas típicas da Espanha. Servem como entrada, ou para acompanhar um bom vinho ou uma Cerveja. Aqui, o chefe Paco Roncero cria tapas super modernas reinventando as tradicionais tapas espanholas como os croquetes de presunto espanhol, as tortilha e as famosas batatas bravas. Tudo sensacional.

Depois seguimos a pé até o Paseo Del Prado, que é uma região super privilegiada de Madrid. Começamos nossa maratona de museus pelo Museo Del Prado, um dos mais importantes museus da Espanha e da Europa. O Museu Thyssen-Bornemisza e o Reina Sofia ficam a algumas quadras do Museu Del Prado, por isso aproveitamos o dia para conhecer todos. Esses museus formam o famoso Triângulo de Ouro da Arte, considerado uma das concentrações mais importantes de pinturas na Europa e talvez no mundo. Gostamos mais do Sofia, com várias pinturas de Picasso e Salvador Dalí, mas todos são interessantes e tem suas importantes obras a mostrar. Se você é aficionado com museu, talvez queira gastar um dia todo, talvez seria até aconselhável, pois é muita coisa pra se ver; nós não gostamos tanto assim, geralmente agente concentra nas obras mais famosas então tirar essa tarde toda foi bem suficiente: Bilhete Madrid Art Walk: Museus Prado, Reina Sofia e Thyssen.

Jantamos no Mercado San Anton ali perto. Compramos baguetes, Jamon Ibérico e vinho, nada mais. Nem precisa.

Dia 2 – Palácio Real – Catedral de Almudena – Almoço no Mercado São Miguel – Plaza Mayor – Churros na Chocolateria San Gines – Doces na La Mallorquina – Puerta de Sol – Jantar no Botin

Acordamos e fomos de metro para o Palácio Real, mas antes passamos na Plaza de Espana e Jardins de Sabatine que ficam do lado do Palácio.

Para entrar no Palácio é importante comprar o ingresso antes, pois as filas são enormes! Nossa entrada estava garantida, entramos direto sem pegar fila alguma. O palácio é lindo! Conhecemos todas as alas disponíveis em aproximadamente umas duas hora. Como o palácio ainda é a residência oficial do Rei da Espanha, muitas das alas são restritas, o que não impede de fazer o Palácio uma parada obrigatória em Madri. Entre os mais interessantes estão as visitas a Sala do Trono, o Salão de Banquetes, os apartamentos reais particulares, sem contas as lindas obras de arte, como por exemplo de Velázquez e Goya: Tour Sem Fila no Palácio Real.

Nossa próxima atração fica bem em frente ao Palácio; a linda Catedral de Almudena. Construída em estilo barroco e neogótico para combinar com o Palácio Real, a catedral é linda, e ainda proporcional uma bela vista lá de cima.

Fomos andando até o Mercado São Miguel, pois queríamos almoçar por lá. O mercado São Miguel é sem dúvida um lugar imperdível para se conhecer em Madrid, um lugar perfeito para tomar um bom vinho e comer vários tipos de tapas, além de ser possível ter contato com a culinária e diversas comidas típicas. O que não falta são opções e nós provamos dezenas delas.

Na mesma quadra fica a famosa Plaza Mayor, uma das Praças mais bonitas de Madrid e um verdadeiro Cartão Postal da Cidade. Andamos pela praça e tiramos algumas fotos, mas não tem muito o que fazer. Durante algumas épocas do ano é aqui que algumas atracões ocorrem, mas durante nossa estadia estava bem vazia.

Seguimos para a famosa Chocolateria San Gines (chocosangines) para provar talvez o churros mais famoso de Madri. Os churros aqui são servidos desde 1894 e são deliciosos. Os churros na Espanha não são iguais aos que somos acostumados aqui, não vem recheados, mas vem com uma xícara de um delicioso chocolate para você comer junto ao churros.

De lá fomos caminhando até a Puerta de Sol onde fica o marco zero da cidade e o centro nervoso também! Compre um doce no La Marroquina (que também esta ali desde 1894) e aproveite para relaxar um pouco e observar o movimento dessa região de Madri. Ficamos sentado ali, descansando até o nosso horário de reserva para o jantar.

Jantamos no famoso Restaurante Botin (casabotin). Depois de muitas indicações fizemos questão de conhecer. E Graças a Deus escutamos as pessoas que nos indicaram. O restaurante é considerado o mais antigo do mundo e de quebra serve a melhor carne de porco que comi na vida! Sem dúvida nenhuma ele merece a fama que tem. Realmente não sei explicar a textura suave e molhadinha dos leitõezinhos, fora o sabor intenso; só indo lá mesmo para conhecer. Uma experiência gastronômica inesquecível para quem vai a Madrid!! Faça reserva, porque fica lotado sempre.

Dia 3 – Toledo (Ponte de Alcântara – Catedral de Toledo – Igreja de São Tomé – Sinagoga de Santa María la Blanca – Mosteiro de São João dos Reis – Almoço no Mercado San Agustin – Alcazar – Jantar no El Rincon de Jaén

Neste dia fizemos um Bate e Volta para Toledo, uma cidade medieval a 30 minutos de Madrid. Imperdível. Toledo, uma cidade medieval linda! Toledo é uma cidade medieval linda, que carrega a influencia de três religiões: o cristianismo, o islã e o judaísmo. Essa história pode ser vista em sua paisagem arquitetônica e nos vários templos espalhados pela cidade, sejam igrejas, mesquitas e/ou sinagogas. Nós escolhemos irmos por nós mesmos, mas o que não falta são excursões. Não queríamos ficar preso a horário, pois queríamos passar o dia todo em Toledo: Toledo Card: Comboio de alta velocidade, Museus, Tour, Bus & Menu.

Ao chegar na estação, que já é linda, você pega um ônibus que te leva a porta da Cidade, a Ponte de Alcântara. Antes você acaba passando pelo famoso mirante de Toledo. Daqui você consegue tira as melhores fotos de Toledo.

Já na cidade você tem o direito de pegar o Toledo Tourist Bus, um ônibus de dois andares com teto aberto que oferece uma maneira única de ver as atrações da cidade. Entretanto, uma das melhores atrações de Toledo e poder andar pelas ruelas da cidade medieval, e mesmo tendo direito ao ônibus nos andamos bastante.

Começamos nossa visita pela Catedral de Toledo. Linda. A construção da Catedral começou no ano de 1227, sobre as fundações do que seria até então uma mesquita. Apesar do estilo gótico predominante, a Catedral apresenta também outras estilos, que vão de designs árabes em algumas partes até vários outros com influências barrocas também. Muito linda mesmo, sem contar suas lindas obras de arte também. Imperdível.

Próxima atração foi a Igreja de São Tomé. Muito bonita também, entretanto, o que faz dessa igreja tão famosa é a pintura de El Greco conhecido como El Entierro del Conde de Orgaz. Lindo.

Seguimos para a Sinagoga de Santa María la Blanca. Construído no Quarto Judeu de Toledo no final do século XXI como uma Sinagoga, a Sinagoga de Santa María la Blanca hoje não é mais um lugar para adoração de nenhuma religião, e sim de eventos culturais e reuniões. Imperdível também.

Bem perto está o Mosteiro de São João dos Reis. Fora a Catedral e o Alcazar foi a atração mais interessante em Toledo. Fundado pelos monarcas católicos Ferdinand e Isabella, para comemorar a Batalha de Toro (1476),o  templo é dedicado a São João Evangelista e é considerado uma das mais belas atrações Góticas da Espanha. Muito bonito mesmo.

Pegamos o ônibus turístico de volta ao “centrinho” e almoçamos no Mercado San Agustin, que esta incluído no Toledo Card. Nada demais, mas como estava incluído foi ele mesmo. Não estava ruim também não.

Terminamos nosso dia em Toledo no Alcazar, que foi a atração mais legal de Toledo. O Museo del Ejército, como o Alcazar é conhecido, não está incluído no Toledo Card, mas pelo que lemos não podíamos deixar de ir. Muito legal mesmo.

Independente de tudo, o simples fato de andar por Toledo, sem rumo pelas ruelas medievais e entrar nas dezenas de lojinhas com várias armaduras, espadas e outras coisas medievais já é um ótimo passeio.

Ótima excursão. Valeu muito a pena conhecer Toledo.

Jantamos no El Rincon de Jaén (rincondejaen) perto do hotel. Restaurante típico Espanhol com ótimas tapas para compartilhar.

Dia 4 – Parque Del Retiro – Almoço no Los Timbales – Arena de Tourada Las Ventas

Iriamos embora no fim da tarde. Passamos a manhã toda andando pelo Parque Del Retiro. Lindo. Dá facilmente para passar o dia inteiro lá, principalmente se for um dia de sol. Conhecido como o pulmão da cidade, o que não falta são atracões no parque.

Não deixe de conhecer o famoso Palácio de Cristal e também o Palácio de Velázques.

O Paseo de las Estatuas também é lindo. Ornada por várias estátuas que retratam os monarcas espanhóis, essa parte do parque é imperdível. Não deixe de visitar aqui.

Não deixe de visitar também o Monumento a Afonso XII. Grandioso. Aqui também você pode alugar um barquinho para passear no pequeno “lago” em frente ao monumento.

Voltamos para o hotel e almoçamos no Restaurante Los Timbales, perto do hotel. Comida clássica espanhola com um preço bem acessível. Bem gostoso.

Nossa última parada em Madrid foi a Arena de Tourada Las Ventas. Visitamos a parte interna e o Museu, pois na época em que fomos não era temporada de touradas.

Fim de viagem e era hora de voltar ao Brasil.

Tagged , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *