Mendoza/Argentina: Roteiro de 2 dias. O que fazer?

Onde ficar?

Ficamos no Hotel Villaggio, bem no centro da cidade de Mendoza. Gostamos muito do hotel. Quarto bem confortável, localização ótima, café da manhã muito bom e o atendimento foi excelente.

Caso ainda esteja procurando por hospedagem para sua viagem, separamos alguns hotéis com ótimas avaliações para você conferir no Booking.com: 3* Boulogne Design Suites / 4* Park Hyatt Mendoza / 5* Diplomatic Hotel / Outras Opções.

Dicas de Mendoza

  • Já comprou sua passagem? Se não, confira os preços através do JetRadar, que pesquisa o melhor preço em dezenas de sites.
  • Como sempre sugerimos no blog, nunca deixe para comprar ingressos no momento, evitando assim filas e perda de tempo. O blog, em parceria com a empresa Get Your Guide, disponibiliza a opção de compra antecipada de vários ingressos e excursões. Confira alguns exemplos: Hop-on Hop-off Bus Wineries Tour / Full Day Wine Tour with 3 Course Lunch.

Roteiro da Viagem

  • 5 dias em Buenos Aires
  • 2 dias em Mendoza
  • 2 dias em Santiago

O que fazer em Mendoza?

  • Dia 1 (Vale de Uspallata – Ponte Histórico Picheuta – Penitentes – La Cuevas – El Cristo Redentor – Puente de Inca – Mirante do Cerro Aconcagua – Jantar no Azafran)
  • Dia 2 (Tour Bodegas – Jantar no Ocho Chepas)

Mendoza (2010)

Dia 1 – Vale de Uspallata – Ponte Histórico Picheuta – Penitentes – La Cuevas – El Cristo Redentor – Puente de Inca – Mirante do Cerro Aconcagua – Jantar no Azafran

Como não tínhamos muito tempo, decidimos fechar os passeios através de agências. Até porque não tínhamos alugado carro e alguns lugares/bodegas são longes do centro. Fechamos quando chegamos lá com a KAHUAK. O pessoal lá é super legal. A excursão leva o dia inteiro e vai a vários lugares. Destaque para a Puente de Inca. Segue descritivo da excursão pela KAHUAK.

“Atividade: Neste deslumbrante circuito adorado pelos turistas e visitantes, vamos viajar pela Ruta Nacional N°.7 de Dique Potrerillos e seus pontos panorâmicos, o Valle de Uspallata e chegaremos até Ponte Histórico Picheuta, cujo objetivo foi vincular o comercio da região e servir de proteção a quem viaja pela Ruta Real, responsável por comunicar a Argentina com o país vizinho, o Chile. Também conheceremos Penitentes, La Cuevas, El Cristo Redentor (só no verão), Puente de Inca e terminaremos com uma visita ao imponente e característico mirante do Cerro Aconcagua.”

A noite jantamos no Restaurante Azafran (azafranresto). O restaurante não era dos mais baratos, mas a comida estava sensacional. Pedimos um menu degustação e tudo estava delicioso.

Dia 2 –Tour Bodegas – Jantar no Ocho Chepas

Acordamos e fomos passear pela cidade, que não tem nada demais. Depois seguimos para o passeio tão esperado pelas bodegas. Como estávamos sem carro, não tivemos opção a não ser ir de excursão.

Situado aos pés das Cordilheira dos Andes, a cidade é mundialmente conhecido por seu famosos vinhos. Quem vai a Mendoza na Argentina, vai em busca principalmente de conhecer suas famosas bodegas, pois Mendoza é a mais importante zona vinícola da Argentina, com uma produção de 75% do total de vinhos do país e 85% dos vinhos de qualidade! (segundo enciclopédia do vinho).

A excursão foi ótima, bebemos e comemos muito bem: Full Day Wine Tour with 3 Course Lunch.

Voltamos para o Hotel e fomos jantar em outro restaurante super indicado pelos turistas, o Ocho Chepas. Comemos um chourizo maravilhoso c/ papas. Imperdível.

Tagged ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *