Puno/Peru: Roteiro de 2 dias. O que fazer?

Onde ficar?

Ficamos no Sonesta Posadas del Inca, bem as margens do Lago Titicaca, oferecendo lindas vistas do lago e das montanhas. Hotel muito bom, tudo nele foi excepcional e ainda tem um restaurante muito bom. Certamente um dos melhores de Puno.

Caso ainda esteja procurando por hospedagem para sua viagem, separamos alguns hotéis com ótimas avaliações para você conferir no Booking.com: 4* Casa Andina Premium / 5* GHL Hotel Lago Titicaca / Outras Opções.

Dicas de Puno

  • Já comprou sua passagem? Se não, confira os preços através do JetRadar, que pesquisa o melhor preço em dezenas de sites.
  • Não sabíamos da possibilidade de ficar hospedado no Lago. Certamente deve ser uma experiência bem interessante. Confira acima algumas das possibilidades: Amalia Titicaca Lodge / Titicaca Lodge / Uros Waliski Lodge.
  • Como sempre sugerimos no blog, nunca deixe para comprar ingressos no momento, evitando assim filas e perda de tempo. O blog, em parceria com algumas empresas, disponibiliza a opção de compra antecipada de vários ingressos e excursões. Confira alguns exemplos: Sillustani Inca Cemitério.

Roteiro da Viagem

O que fazer em Puno?

  • Dia 1 (Rua Jirón Lima – Jantar no Inkafé)
  • Dia 2 (Lago Titicaca – Ilhas Uros – Ilhas Taquile – Jantar no Inkafé)

Puno (2009)

Dia 1 – Rua Jirón Lima – Jantar no Inkafé

Após nosso check-in no hotel, fomos andar um pouco pela principal avenida turísticas de Puno, a Jirón Lima. Aqui você encontra cafés, bares, lojas, mercados e tudo que você possa imaginar. Nessa Rua está localizada a Plaza de Armas de Puno e logo atrás a Catedral de Puno.

Como o dia seguinte ia ser corrido, voltamos para o hotel relativamente cedo. Além disso, como tínhamos boas referências do restaurante do hotel, jantamos lá mesmo. O Restaurante Inkafé era muito bem recomendado e a vista era excelente. Comemos a famosa (pelo menos no Peru) carne de Alpaca, que estava muito gostosa.

Dia 2 – Lago Titicaca – Ilhas Uros – Ilhas Taquile – Jantar no Inkafé

A excursão foi ótima. Fomos em um barco bem equipado e os guias eram muito bons: Ilhas de Uros e Taquile.

Depois de navegar pelo lago durante um tempo, a excursão para nas famosas Ilhas Uros. Em primeiro lugar, ficamos impressionados com a história das ilhas. Lá vivem pessoas super humildes e hospitaleiras, que recebem os turistas de braços abertos. Certamente fizeram uma demonstração muito interessante de como eles vivem em ilhas feitas de raiz de uma planta disponível no lago. Foi com essa raiz que eles construíram a própria ilha, suas casas e barcos. Além disso, eles te levam literalmente dento de suas casas para que os turistas entendam como eles vivem.

Depois de conhecer de perto um pouco do cotidiano dessas famílias, a excursão segue para a Ilha Taquile, a maior do Lago Titicaca. Certamente a mais interessante depois das Ilhas Uros.

A ilha fica bem próxima a fronteira com a Bolívia. Depois de andar pela ilha um pouco, em torno de 45 minutos, nos foi servido um delicioso almoço em um pequeno restaurante na ilha. O cardápio foi truta, que estava super fresca.

Depois do almoço fomos liberado para andar pela ilha. Mas não esqueça de ir de tênis confortável pois a caminhada nessa ilha é longa e algumas vezes íngreme. Além disso, a altitude também dificulta um pouco; o lago está situado a 3.810 metros de altitude. Jantamos de novo no hotel, e ainda nessa noite pegamos o ônibus de volta para Cusco

Tagged ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *