São Paulo: Roteiro de 1 dia. O que fazer?

Onde Ficar em São Paulo

  • Ficamos no Blue Tree Premium Alphaville
  • Localização excelente para quem, assim como nós, precisávamos ficar no Alphaville, senão não vale à pena; é muito longe de tudo.
  • Atendimento excelente. Todos os funcionários muito bem atenciosos e solícitos.
  • Estrutura muito boa, apesar de termos usado somente o salão de jogos do hotel. Café da manhã muito bom.
  • Quartos super amplos e arrumados, além de ótimo banheiro. Limpeza impecável. Cama muito confortável e internet pega muito bem nos quartos.

Procurando por hotel em São Paulo? Seguem algumas opções:

3* Park Inn by Radisson Berrini / 4* Staybridge Suítes / 5* Hilton Morumbi

Dicas de São Paulo

  • Nossa viagem foi feita com nosso filho de 5 anos e a maioria do roteiro foi baseado nele, mas caso não seja seu caso, existem várias outras opções interessantes em São Paulo, como por exemplo, o MASP, dezenas de bares para curtir a noite, o Jardim Botânico e muitas outras opções.
  • Seguem algumas opções de pontos turísticos gratuitos: Aproveitar a Avenida Paulista (de preferência no domingo) de um lado ao outro, visitar o Beco do Batman, aproveitar os parques da capital paulista, principalmente o Ibirapuera e o Villa-Lobos, visitar a Feira da Liberdade, a 25 de Março e as famosas feiras de antiguidade, entre vários outros.
  • Existem ótimas opções de bate-e-volta de São Paulo, como Campos do Jordão e Catedral de Nossa Senhora da Aparecida.
  • O que não falta em São Paulo são shows, exposições, eventos, etc. Se planeje para aproveitar o máximo.
  • São Paulo tem a melhor gastronomia do Brasil, com vários restaurantes estrelados até os famosos sanduíches de mortadela do mercado e os pasteis das feiras. Pesquise bastante para aproveitar o leque de opções dentro do que você pretende gastar. O que não falta são ótimas opções para tudo quanto é bolso.
  • Confira também nossa outra viagem para São Paulo: São Paulo: Roteiro de 5 dias. O que fazer? (2021)

Roteiro de 1 dia em São Paulo (2022)

Dia 1 ** Aquário de São Paulo – Almoço no Jurrasic Park Burger – Zoo Safári – Jantar no MoMa

Chegamos na noite anterior e fomos direto para o hotel, até porque como mencionado acima, o Alphaville é bem longe de tudo. Mas como tínhamos um compromisso na região, já preferimos ficar por lá mesmo. Nosso compromisso nos deu um dia de folga, e como não conseguimos fazer tudo que queríamos na nossa outra viagem a capital paulista, aproveitamos para conhecer e revisitar alguns lugares.

È até difícil definir o que fazer em São Paulo em um só dia, mas como o tempo estava bem chuvoso e frio, decidimos por lugares fechados (o Safári é feito todo dentro do carro). Mas se estivesse ensolarado, com certeza tínhamos passado um tempo no Ibirapuera, nosso lugar preferido na capital paulista. Pesou também o fato de termos um compromisso no dia seguinte e estar no Alphaville, que acarretou em voltarmos mais cedo para o hotel.

O Enzo tinha gostado tanto do Aquário de São Paulo que nos pediu para visitar novamente. Aquário super bacana para levar as crianças. Imensa variedade de animais aquáticos, entre jacarés, pinguins, arraias e peixes de tudo quanto é tamanho e origem. Apesar de ser um aquário, o que não faltam são animais aéreos e terrestres, entre Morcegos, Cangurus, Coalas e tantos outros. Entretanto as grandes atrações são o gigante tanque de tubarões e a famosa dupla de ursos polares Aurora e Peregrino. Os funcionários merecem um complemento a mais, pois são super cordiais e entusiasmados com o que fazem, procurando entreter as crianças o tempo todo com curiosidades dos animais. Ótima estrutura de lanchonetes, restaurante, lojas e estacionamento, apesar de tudo ser um pouco no lado caro. Aliás, o preço do ingresso não e tão barato.

Almoçamos no Jurrasic Park Burger (chegue cedo, pois lota). O Enzo, que adora os filmes do Jurrasic Park/World estava doido para ir lá conhecer e tirar fotos com as réplicas dos dinossauros (que aliás são muito bem feitas; melhor que muito parque ai). O lugar em si é bem legal, e também tem uma loja de super-heróis/filmes no fundo do restaurante, que o Enzo gostou demais. O ambiente e tudo dentro do restaurante é bem temático, muito legal para as crianças que gostam dos filmes. Não tem atendimento nas mesas; ao chegar você já entra em uma fila e faz seu pedido; quando chegamos estava relativamente vazio, mas depois lotou e a fila ficou bem cheia, por isso chegue cedo. Pedimos um Jurrasic Kids para o Enzo, que vinha com um Smash Burger e Batata Frita (R$45,00), e nós pedimos um Cheese Burger (R$29,00), um Chicken Sandwish (R$35,00) e um DNA Dino, que são Dadinhos de Tapioca (R$19,00). Bebidas tudo a parte. Também pedimos para o Enzo a Velociraptor Claw, que é a réplica da Garra do Velociraptor feita de Chocolate (R$22,00). Tudo muito gostoso, mas é fácil de perceber que os preços são bem caros, principalmente para quem não está acostumado com os preços de São Paulo. Foi muito legal conhecer, principalmente o lugar, mas não sei se é uma hamburgueria que voltaríamos. Já está visto.

Saímos do almoço e fomos visitar o Zoo Safári (tínhamos ido ao Zoológico na nossa última viagem, mas não conseguimos conhecer o Safári). Como o dia estava chuvoso, foi uma boa, mas com um dia ensolarado o zoológico com certeza é uma melhor opção.

Apesar de ser um Safári, muitos dos animais estão enjaulados, o que limita demais a possibilidade de interação. Também não existe mais a possibilidade de alimentar os animais (não sei se por conta da pandemia, mas parece que sim). Conseguimos rodar o trajeto todo em torno de uma hora, mas literalmente éramos os únicos no Safári e não pegamos “fila” de carro para ver os animais. Destaque para os macacos (que esses sim estão “livres”) e para o leão, que parecia muito bem cuidado.

Jantamos no famoso MoMa (Modern Mamma Osteria), comandado pelos chefes Paulo Barros e Salvatore Loi. Comida italiana sensacional, jus a fama do restaurante. A casa conta com duas unidades; fomos na do Pinheiro, já no caminho de volta para o Alphaville, numa região cheia de bares e restaurantes. O Enzo pediu o Maccheroni Fresco, com molho de tomate San Marzano DOP e Parmeggiano Reggiano (R$59,00), que estava muito bom. Nós fomos de Quadrucci recheado com ragú de fraldinha e creme de grana padano ao molho do assado e trufas negras (R$68,00) e de uma das especialidades da casa, a Lasanheta Vitelo, também com crema de grana padano e trufas negras (R$74,00). Tudo muito bom. O ambiente também é bem legal; sentamos perto da cozinha, onde dava para ver os chefes fazendo/enrolando as massas. Atendimento também impecável.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.